Equipamento Cultural

Você está aqui: Home » Oficina de Teatro: O Corpo Brincador em Cena

Agenda Cultural

Acesso gratuito à internet

Responsável:
Biblioteca Municipal

Projeto Diário
Programa de acesso gratuito a
Internet a toda a comunidade.

Dias: De segunda a sábado

Horário:
2ª a 6ª feira: 8h30 às 20h00
sábado: 8h30 às 12h00

Oficina de Teatro: O Corpo Brincador em Cena

15 de agosto – 19h às 22h

Oficina: OFICINA O CORPO BRINCADOR EM CENA – Cia. Mundu Rodá

Local: Espaço Laje – Centro Cultural Matarazzo

R. Quintino Bocaiúva, 749 – Vila Marcondes, Pres. Prudente

20 vagas

Público Alvo, interessados a partir de 15 anos

Gratuito!

Inscreva-se na Oficina enviando nome, idade e RG para

producaofederacao@gmail.com

Arte com logo

 

A oficina O Corpo Brincador em Cena, com três horas de duração, amplia o alcance de um trabalho criativo que busca se instaurar exatamente no trânsito entre mundos distintos, promovendo conexões entre a tradição e a inovação, a ancestralidade e a atualidade, o urbano e o rural, o teatro, a música e a dança.

Na oficina serão trabalhados diferentes elementos de algumas manifestações tradicionais brasileiras como o Batuque Paulista e o Cavalo Marinho pernambucano, destacando os princípios físicos que fundamentam estas tradições, as corporeidades e as qualidades de energia que elas despertam.

Aborda a transformação do peso em energia, a dinâmica das ações no tempo e no espaço, presença cênica, ritmo, precisão, a relação com o chão e com o ar, a voz em ação e o jogo.

 

16 de agosto – às 20h
Espetáculo: FIGURAS INESPERADAS – Cia. Mundu Rodá
Local: em frente ao Galpão da Lua
R. Julio Tiezzi, 130 – Centro –Presidente Prudente

 

SINOPSE – FIGURAS INESPERADAS

Um senhor poderoso manda construir uma cidade para ser exemplo de modernidade, organização lucrativa e prazerosa. Jogos e divertimentos informais, a comicidade corrosiva, combativa ou despretensiosa são malvistas. Nela o artista perde a sua função, a tradição é vista com menosprezo e começa a haver um processo de divisão, higienização social e violência. O ser humano começa a perder suas raízes e o poder torna-se decadente e solitário. Para povoá-la, seu administrador, o Capitão Marinho, compra de Mestre Ambrósio, um vendedor de Figuras, um saco de figuras. O Capitão porém começa a expulsá-las pois elas não tem utilidade, nem dinheiro, nem qualificação para morar na cidade. Ambrósio tenta modificar algumas figuras para que elas fiquem. Enquanto figuras são expulsas, outras querem entrar. A morte de uma das figuras gera uma revolta que é sufocada. Surge um Cavalo e lidera as figuras na construção de uma outra cidade onde elas caibam.

<Captura de Tela 2019-02-20 às 17.18.46.png>

 

OFICINA O CORPO BRINCADOR EM CENA

A oficina O Corpo Brincador em Cena, com três  horas de duração, amplia o alcance de um trabalho criativo que busca se instaurar exatamente no trânsito entre mundos distintos, promovendo conexões entre a tradição e a inovação, a ancestralidade e a atualidade, o urbano e o rural, o teatro, a música e a dança.

Na oficina serão trabalhados diferentes elementos de algumas manifestações  tradicionais brasileiras como o Batuque Paulista e o Cavalo Marinho pernambucano, destacando os princípios físicos que fundamentam estas tradições, as corporeidades e as qualidades de energia que elas despertam. Aborda a transformação do peso em energia, a dinâmica das ações no tempo e no espaço, presença cênica, ritmo, precisão, a relação com o chão e com o ar, a voz em ação e o jogo.

 

OS CRIADORES | MUNDU RODÁ

Uma das principais premissas que têm orientado a criação teatral da Cia. Mundu Rodá desde o seu surgimento, no ano 2000, é a compreensão de que a criação cênica contemporânea pode surgir de um diálogo profundo com as tradições populares brasileiras, reverberando a potência de sua expressão artística-social-política e a interseção de linguagens (teatro, dança, música, artes plásticas), elementos determinantes nas expressões brasileiras. Os projetos de pesquisa e criação da Cia. objetivam, em sua essência, trazer à luz histórias e personagens que ficam à margem – da história, da sociedade, da mídia e da justiça.

 

Nas criações realizadas, assim como na vasta atuação formativa desenvolvida por seus fundadores, Juliana Pardo e Alicio Amaral, a Cia. busca incorporar muito mais do que as informações mais evidentes das formas populares. Seus trabalhos procuram os fundamentos mais primordiais da corporeidade brasileira, marcada pelo encontro de povos de origens distintas e apoiada em uma cultura fundamentalmente oral, que não estabelece limites rígidos entre brincadeira, expressão, formação, crença e arte.

www.munduroda.com

 

FICHA TÉCNICA 

Direção Geral: Cia. Mundu Rodá.

Dramaturgia e Texto: Luís Alberto de Abreu e Calixto de Inhamuns.

Artistas intérpretes: Alicio Amaral, Juliana Pardo, Cibele Mateus, Carla Passos, Eduardo Oliveira e Val Ribeiro.

Coordenação de Pesquisa do Projeto: Juliana Pardo e Alício Amaral.

Pesquisa Dramatúrgica: Cia. Mundu Rodá.

Colaborador/Provocador em pesquisa em Máscaras Teatrais e Confecção demáscaras: Fernando Linares.

Colaboradores/Provocadores em pesquisa em máscaras e figuras do Cavalo Marinho tradicional: Mestre Inácio Lucindo (Cavalo marinho Estrela do Oriente – PE) e Mestre Biu Alexandre (Cavalo Marinho Estrela de ouro – PE).

Treinamento em máscara neutra, máscara de velhos e máscaras larvárias: Fernando Linares.

Pesquisa e Confecção de Figurinos: Mila Reily.

Pesquisa Cenário e Adereços: Cesar Resende.

Pesquisa e Direção Musical: Alício Amaral.

Produção executiva: Géssica Arjona.

#SomosPrudente

 

Governo de Presidente Prudente

 

INFORMA – SECRETARIA DA CULTURA

Presidente Prudente, 08 de agosto de 2019